Diagnóstico

O risco de malignidade de um cisto no pâncreas é muito variável conforme o tipo de cisto. Os procedimentos diagnósticos, portanto, visam avaliar o tipo de cisto, as características e o consequente potencial de malignização desse cisto.  Um diagnóstico preciso é indispensável para que a estratégia terapêutica possa ser realizada de forma adequada. Esse diagnóstico deve ser baseado na análise das características clínicas de cada paciente (idade, sintomas), exames de imagem e conforme indicação, análise do líquido do cisto em casos selecionados. Muitas vezes, o diagnóstico preciso do cisto pode ser desafiador e pode não ser possível no início conforme o tamanho do cisto. 

Existem tecnologias em evolução, tais como análise molecular (marcadores moleculares, testes genéticos) que podem ser mais precisas na determinação do potencial maligno dos cistos pancreáticos do que os métodos de diagnóstico atuais. Porém, nem todas as técnicas disponíveis estão rotineiramente incluídas na prática clínica por enquanto.

A primeira etapa na avaliação de um cisto é obter um exame de imagem, de preferência uma ressonância magnética com colangiopancreatografia por ressonância magnética para avaliar melhor o cisto. Essa avaliação é muito importante para determinar se há  características presentes que podem identificar o tipo específico de cisto e determinar se há qualquer achado que aumente o risco de malignidade. A tomografia pode ser uma opção se a ressonância magnética  não estiver disponível ou estiver contraindicada. 

Em alguns casos, a ressecção (cirurgia) será indicada com base nos achados de imagem apenas ou porque o cisto está causando complicações (por exemplo, pancreatite), então nesses casos, uma avaliação adicional não é necessária.

Para pacientes que não têm uma indicação de ressecção baseada apenas em imagem, pode ser necessário uma avaliação adicional com ultrassom endoscópico (ecoendoscopia) e aspiração do cisto por agulha fina (biópsia).

A ecoendoscopia é um procedimento diagnóstico que permite a realização de um ultrassom através da endoscopia, permitindo melhor avaliação das estruturas e órgão localizados próximo ao estômago, por exemplo o pâncreas. Através da ecoendoscopia é possivel também a realização de uma biópsia  através da aspiração por agulha fina (AAF) que permite a análise do líquido do cisto. Através da análise do líquido, é possível melhor avaliação do tipo especifico do cisto.

Contatos e solicitações de agendamento

Descreva em detalhes sua solicitação ou contato. Responderemos assim que possível através de um dos dados de contato informados abaixo.

*Campos obrigatórios

Canais de atendimento

Para fazer um agendamento de consulta, por favor utilize uma das formas de contato mostradas nesta seção.

Nosso horário de atendimento é de segunda a sexta, das 8h às 18h.

Ed. Stein Tower - Rua Mal. Floriano Peixoto, 222 Sala 1203

Centro - 88160-076
Blumenau - SC

Controle sua privacidade

Nosso site usa cookies para melhorar a navegação. Clique em "Minhas opções" para gerenciar suas preferências de cookies.

Minhas Opções Aceito

Quem pode usar seus cookies?

×

Marketing (1)

Códigos de rastreio com intuito de coletar informações para melhorar sua experiência com anúnciosmais detalhes ›

Tag Manager

Cookies necessários (1)

São essenciais pois garantem a segurança da sua navegação e nos permitem dimensionar o volume de acessos que temos. Sem esses cookies, alguns serviços essenciais do site não podem ser fornecidos. Esse nível é o mais básico e não pode ser desativado.
Benefícios: Apenas os necessários para que o site funcione.
Exemplos: Segurança, sessão do usuário, estatística básica de acesso.mais detalhes ›

Google Analytics